Saiba de nossas notícias em primeira mão.

Entenda como a inteligência artificial caminhou até os dias de hoje

Veja alguns fatos como sua criação e até mesmo os fatores decisivos para ter se tornado a tecnologia mais valorizada de nosso século

09/08/2018  às  11:12:46
Entenda como a inteligência artificial caminhou até os dias de hoje

A inteligência artificial está em alta. Diariamente, há novidades sobre a sua utilização. Mas, como toda tecnologia, a jornada até o avanço não foi simples.

Conhecido como o pai dos computadores modernos, Alan Turing publicou um artigo em 1950 descrevendo o Teste de Turing – também conhecido como “Jogo da Imitação” – que testou se uma máquina seria capaz de convencer uma pessoa a pensar que ela era humana.

O termo "inteligência artificial" só foi cunhado pelo cientista da computação John McCarthy, em 1956. Depois disso, o governo dos Estados Unidos concedeu financiamento a McCarthy para que desenvolvesse a tecnologia e ajudasse a fortalecer a posição do país durante a Guerra Fria, uma época em que EUA e União Soviética não mediam esforços para se mostrarem como nações superiores. Na década de 70 os financiamentos governamentais para AI foram cortados por não haver progresso suficiente.

Em 1997, após um aumento no financiamento para a AI e seu sucesso comercial nos anos 80, o supercomputador Deep Blue da IBM venceu o campeão mundial de xadrez Garry Kasparov. O Deep Blue foi capaz de analisar até 200 milhões de posições potenciais por segundo.

Em 2016, uma equipe do Google ensinou um computador a guardar segredos criando redes neurais que podem criptografar informações e ocultá-las umas das outras. Eles ensinaram as redes “Alice” e “Bob” a criptografar informações e compartilhá-las umas com as outras, evitando que a terceira rede chamada “Eve” a decifrasse.

Agora, em 2018, podemos ver que o ritmo de avanços e novas utilidades aplicadas com a inteligência artificial cresceu exponencialmente. Por todo mundo, milhões de pessoas têm como auxiliares de todos seus afazeres diários inteligências artificiais capazes de agendar tarefas, sanar dúvidas, automatizar processos e muitas outras funcionalidades que já se tornaram indispensáveis. Se essa curva de avanço continuar subindo neste ritmo, dentro de poucos anos veremos que muito do que nos surpreendia em filmes de ficção científica sobre o futuro já estão muito mais presentes na nossa realidade do que imaginávamos.

Poste em sua rede social