Saiba de nossas notícias em primeira mão.

Apple é acusada de violar patentes no Apple Watch

Empresas acusam Apple de roubar tecnologias violando cerca de 10 patentes

20/01/2020  às  10:29:16
Apple é acusada de violar patentes no Apple Watch

Empresas de tecnologia estão acusando a Apple de utilizar tecnologias patentiadas no Apple Watch. A Masimo e a divisão Cercacor Laboratories Inc. processaram a Apple por violações de cerca de 10 patentes. Segundo as empresas acusadorasd, a Apple contratou ex-funcionários da Masimo para ter acesso privilegiado às informaçõe.

A Masimo é uma empresa do segmento de tecnologia médica, conhecida por projetar dispositivos de oximetria de pulso, que permite a coleta dados médicos do paciente com métodos não invasivos. Segundo a empresa, a Apple solicitou uma reunião no ano de 2013 (antes do lançamento do Apple Watch) pois estava interessada na tecnologia da Masimo para utilizá-la em um novo dispositivo. Na ocasião, a Masimo considerou a reunião bem-sucedida, pois haveriam grandes chances de parceria entre as empresas. No entanto, logo após a reunião, a Apple se afastou e contratou ex-funcionários da Masimo que participaram da criação de novas tecnologias da empresa.

Entre os funcionários contratados pela Apple estava o médico-chefe da Masimo, Michael O’Reilly e Marcelo Lamego, ex-cientista da empresa. Segundo a Masimo, Lamego tinha acesso irrestrito a informações confidenciais e que assim que foi contratado pela Apple, iniciou uma série de pedidos de patentes com tecnologias desenvolvidas pela Masimo e Cercacor.

As duas empresas estão reunindo para incluir os engenheiros em sete patentes da Apple, e querem torná-las propriedades conjuntas. O processo visa recuperar custos e pagamentos de danos por violação de patentes, roubo de segredos comerciais e honorários judiciais. Além disso, as empresas exigem o bloqueio do uso da tecnologia em dispositivos futuros.

 

Poste em sua rede social