Saiba de nossas notícias em primeira mão.

Bolsonaro afirma não ser contra a fusão entre Boeing e Embraer

O governo brasileiro possui golden share, o que dá poder de veto a negociações como esta

11/01/2019  às  11:39:13
Bolsonaro afirma não ser contra a fusão entre Boeing e Embraer

O presidente, Jair Bolsonaro, afirmou oficialmente que o governo federal não irá impedir a fusão entre a Embraer a americana Boeing. Segundo o presidente, o acordo entre as duas empresas não fere a soberania nacional e os interesses do país.

O governo brasileiro possui “ação de ouro” (conhecida como “golden share”), o que dá poder de veto a negociações como essa. As atividades de aviação executiva, de defesa e segurança nacional continuarão sendo responsabilidade da Embraer.

Os projetos em curso na defesa aérea serão mantidos, bem como o sigilo e a prioridade do governo nos projetos de defesa. Haverá manutenção da produção de aeronaves e dos empregos já existentes no Brasil.

Com a aprovação do governo, as empresas não encontrarão impedimentos para concretizar o acordo, que prevê a criação de uma nova empresa, joint venture, em que a Boeing possuiria 80% e a Embraer, 20%. Caberá à Boeing todas as atividades comerciais, enquanto as atividades relacionadas a aeronaves continuarão somente com a Embraer.

A liderança da joint venture será sediada no Brasil, e a Boeing assumirá o controle operacional da nova empresa. A Embraer terá poder de decisão em temas estratégicos.

Poste em sua rede social